nem sei

:nem sei. tu falas nomes de sedes entre os meus seios. sêmen. nem sei.
repito a linguagem dos músculos, a languidez da língua, fibrosa, destra, mentirosa.
nem sei. quem sou a ser. óssea, respiratória. metabólica. cênica. sêmen. nem sei.
sem mim. see me. sustenida. em termos coreógrafos e mecânicos, uma cascata,
um cântico. quando tu, multitude de átomos infinitos, diabólicos,
inventas as posições do gozo. volto a tocar os rizomas, as sementes. nem sei.
não calculo os finais. cheia de grãos, graus. intensidades. sínteses. nem sei.
de todo modo, um torvelinho, forma da força: inconformação. nem sei.
repito a linguagem dos músculos:

_
imagem|giselli mo
_
para ouvir clique aqui.

 

 

Escrito por carla carbatti

Doctora en Estudios de la Literatura y de la Cultura por la Universidad de Santiago de Compostela. Autora del poemario 'Na cadência do caos' (Urutau, 2016).
A %d blogueros les gusta esto: