Laura Makabresk
na pele o gosto
na boca o gozo
no fígado o visgo
o verso o verbo o feitiço
concebendo o sexo do desejo
desalmado desvairado inconfesso
.
na pele o agre
na boca o doce
no pulmão o vício
o viço a vertigem o fetiche
consentindo o estro do desígnio
desarmado desatinado oblíquo
.
a paixão é um drama físico
um estorvo ao bem-estar do indivíduo
não é dito, nem escrito [abstrato no concreto das linhas]
não dá para traduzi-lo em vãos rabiscos
é um bicho indistinto indiscreto faminto
quem dera nele BUM! matar com um tiro
.
no céu da pele
na pele da alma
na alma do peito
de um corpo alado prenhe do desejo
um poema explode flórido ardente:
.
num manto desmonto
minha destreza
respiro profundo
desarmando meu ego
sou teu refém sem medo
.
a nascer o amor letárgico
num instante de subversivo milagre
tangente clemência da espera
desesperançada a confessar
o ressurgimento dos poros ouriçados
. .
o barato é
o não sentido
o não vivido
o não amado
.
sentir custa caro
viver cobra as marcas
amar pouco se sabe
.
amam as margens
amam as imagens
amam as cascas
amam os sonhos
.
amam os caminhos das flores
amam a utopia dos olhos
.
esquecem das formas
esquecem das fôrmas
amam a fama
.
o amor é ídolo
o amor é palco
o amor é aplauso
o amor é holofote com luzes opacas
amar pouco se sabe
.
o amor é o inexato
o amor é o incalculado
química sem fórmula
substância não testada
.
gene sem manifestação de
hereditariedade comprovada
.
amar pouco se sabe
amor só nunca basta
a de haver alma além pele
a de haver arrepio além poros
a de haver vísceras além entranhas
.
amar pouco se sabe
amor só nunca basta
porém, abasta-nos das feridas
dóceis que fazem correr nas veias sangue cálido.

Escrito por Nayara Fernandes

Nayara Fernandes (Teresina - PI, 1988) é escritora e poeta brasileira. Autora do livro “Asas de pedra” (Selo Edith, 2017). Tem poemas publicados em diversas revistas literárias no Brasil como Alagunas, Mallarmargens, Acrobata, Germina, Diversos Afins, Escritoras Suicidas e The São Paulo Times. Além dos sites LiteraturaBR e Livre Opinião - ideias em debate. Participou da coletânea Quebras - uma viagem literária pelo Brasil (Selo Edith , 2015). Ousada, sistemática e inquieta escreve em "Eu tenho asas de pedra" nayarafernandes.wordpress.com.