Natalia Drepina
o barato é o não sentido
o não vivido
o não amado
o sentir custa caro
o viver cobra as marcas
o amar pouco se sabe.
sem ti [não sou
comigo contigo]
meu sentir não mente
sentimento em suma
transborda [pinta e
borda] o amor dentro.
peno sem tua doçura
peno sem tua ternura
te preciso como cura
te preciso como escudo
contra meus eus fantasmas
te pertenço inteiro para me
pertencer em parcelas suaves.

Escrito por Nayara Fernandes

Nayara Fernandes (Teresina - PI, 1988) é escritora e poeta brasileira. Autora do livro “Asas de pedra” (Selo Edith, 2017). Tem poemas publicados em diversas revistas literárias no Brasil como Alagunas, Mallarmargens, Acrobata, Germina, Diversos Afins, Escritoras Suicidas e The São Paulo Times. Além dos sites LiteraturaBR e Livre Opinião - ideias em debate. Participou da coletânea Quebras - uma viagem literária pelo Brasil (Selo Edith , 2015). Ousada, sistemática e inquieta escreve em "Eu tenho asas de pedra" nayarafernandes.wordpress.com.