A desgraça é variada.

Edgar Allan Poe, “Berenice”

1.

Um texto redigido sem o primeiro signo do conjunto que nos permite escrever.

2.

Marajá ou rei gasoso.
Uso meias, jogo arara.

O que há de comum entre 2? A coerção. Isso quer dizer que foram escritos à razão de regras formais. Em 1, o texto não contém a letra “a” (além de ser um metatexto). Em 2, as duas frases são anagramas perfeitos de “João Guimarães Rosa”.

Em uma entrevista na Alemanha, o autor de Grande sertão: veredas disse que, para o artista, toda limitação é estimulante. Para a composição da peça abaixo, estabeleci uma limitação, isto é, um pré-compromisso: utilizando somente as letras abc, d, e, f, i, j, m, o, q, r, s, u e v, esconder algumas mensagens – umas evidentes, outras intrincadas – num labirinto de letras, cujo propósito não se ignora mas que não se compreenderá até a última letra.

veredas1

 

Escrito por André Balbo

André Balbo (San Pablo, 1991) es editor de la revista Lavoura. Autor de los libros de cuentos “Eu queria que este livro tivesse orelhas” (Oito e meio, 2018) y “Estórias autênticas – importunâncias do engenho alheio” (Patuá, 2017). Estudió derecho en la Universidad de San Pablo, en la cual fue columnista y editor en jefe del periódico Arcadas. Es profesor particular de redacción y literatura y trabaja como editor, preparador, revisor y redactor freelancer. E-mail para contacto: balbo008@gmail.com