Não sei se da pálpebra,
ou da coxa,
augúrio ou despedida.
misturas,
ou um eco
pálido
das suturas quentes.

linha vermelha.

O alarme dissipa
a óbvia pergunta sobre disparidades.

mão que se pousa,
ou se imagina pousada.
ténue.

segurança proscrita.
linha vermelha.
Não sei se sorrisos,

ou silêncios.

na surpresa só o atraso.
o atraso de ter,

ou de nunca ter tido.
de saber que se foi,
que se demora no regresso,
que na forma se engana.

linha vermelha.

Faz-se da espera um verbo.
Os caminhos são curtos.
Os narizes retilíneos.

Nem uma sílaba se toca
entre os nomes e os
versos.

A linha não quebra,
nem aproxima.
apenas existe.
e revela.

Escrito por Denise Pereira

Fascinada pelas palavras e a sua musicalidade e ritmo, Denise Pereira começou a escrever os seus primeiros poemas aos dez anos. Em 2011, começou a publicar regularmente os seus poemas e textos no blog "Janela Inquieta". É doutorada em História, Filosofia e Património da Ciência e da Tecnologia, tendo escrito uma biografia do Psiquiatra Luís Cebola (1876-1967), um dos pioneiros da arte-terapia em Portugal. É também cantora, tendo colaborado enquanto soprano, no Coro da Universidade de Lisboa - de 2012 a 2016 - e também no Coro Miosótis e Coro do Tejo. Em 2014, iniciou a sua participação em competições de poetry slam, tendo preparado também performances de poesia com outros poetas. Em 2015, escreveu uma performance músico-poética original - Marioneta Inquieta - que desde então já foi a palco inúmeras vezes em Lisboa e em Berlim. Em 2016 mudou-se para Berlim, onde reside actualmente. Alguns dos seus poemas foram traduzidos para alemão pela tradutora e autora Christiane Quandt, a propósito do festival e publicação Stadtsprachen. Publicações: Janela Inquieta: https://janelainquieta.blogspot.de/ Dois poemas na colectânea: Caderno Poético: Portugal Slam!, Vol. 1: Retrospectiva, Lisboa, 2017. Quatro poemas (português/alemão): Stadtsprachen Magazin Vol. 2 - http://stadtsprachen.de/author/denise-pereira/ Pereira, Denise, Visões da Psiquiatria, Doença Mental e República no Trabalho do Psiquiatra Luís Cebola (1876-1967): uma abordagem histórica nas encruzilhadas da psiquiatria, ideologia política e ficção, em Portugal, na primeira metade do século XX. Tese de doutoramento disponível em: https://run.unl.pt/handle/10362/16309.