iNeedChemicalX
a fuga a fúria a fera
o belo refúgio do mistério
o verbo o vício o verso
a branda revelia da mescla
do sangue do sexo do eixo
realejo a tocar a alma do desejo
lugarejo a abrigar a ternura do afeto
 .
o silêncio o sentido o sensível
a ponta da faca trovando o abismo
o destino o desígnio o arbítrio
o som do osso mordendo a vida
 .
tão bonito o monstro imoral
tão bonito o mantra imortal
tão de tão tudo
tão de tão única
tão de tão mundo
 .
música musa mulher
manha maneira mania
de ser universo sob pele
o sagrado e o profano
o mais límpido sentimento do homem
mulher é o colo e o útero da liberdade.

Escrito por Nayara Fernandes

Nayara Fernandes (Teresina - PI, 1988) é escritora e poeta brasileira. Autora do livro “Asas de pedra” (Selo Edith, 2017). Tem poemas publicados em diversas revistas literárias no Brasil como Alagunas, Mallarmargens, Acrobata, Germina, Diversos Afins, Escritoras Suicidas e The São Paulo Times. Além dos sites LiteraturaBR e Livre Opinião - ideias em debate. Participou da coletânea Quebras - uma viagem literária pelo Brasil (Selo Edith , 2015). Ousada, sistemática e inquieta escreve em "Eu tenho asas de pedra" nayarafernandes.wordpress.com.