1.

Exílio,

esse lugar sem nome.

Não se reconhece mais a paisagem

nem semelhança com outro país.

Um outro estado,

mesmo artifício da luz filtrada pela janela.

Cidade em trânsito –

sitiada pelo desconhecido rosto envelhecido da tarde.

Não há parâmetro para quem chega desapercebido pelo atlântico,

ou por um outro oceano qualquer.

E aquela colina suspensa indica os sonhos que se dissipam

sobre a noite,

como outra noite qualquer

se não fosse obtusa essa estranha miragem.

2.

A palavra cala todo vestígio:

Como salvar um corpo em declínio

Imerso em pleno mar.

Um peso uma réstia um ato da criação;

a tentativa de dizer algo novo sob formas gastas.

Um mergulho ciente de que voltar à superfície

é encontrar o caminho de volta para a casa.

A imensidão das águas,

o puro artifício das imagens tecendo uma frase,

um discurso,

um prólogo.

Encontrar o sentido do que se escreve:

um exercício resignado de medo e de cura

onde nada se cala e tudo é silêncio.

 

*Fernanda Fatureto (Brasil) é poeta e escritora. Autora de Ensaios para a Queda (Penalux, 2017) e Intimidade Inconfessável (Patuá, 2014). Possui poemas em revistas literárias brasileiras; nas revistas portuguesas Eufeme e InComunidade; nas revistas espanholas Cuaderno Ático e Liberoamérica e na revista mexicana El Periódico de las Señoras.

Escrito por Fernanda Fatureto

Fernanda Fatureto é autora de "Ensaios para a queda" (Penalux, 2017). Seu "Ensaios para a queda" foi eleito um dos melhores livros de 2017 pela revista São Paulo Review e pelo site Letras in.verso e re.verso. Bacharel em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Possui poemas em revistas literárias do Brasil; nas revistas portuguesas Eufeme, InComunidade e Enfermaria 6; nas revistas espanholas Cuaderno Ático e Liberoamérica; na revista galega Palavra Comum e na revista mexicana El Periódico de las Señoras. Participa do "Caderno de Poesia e Prosa Subversa 2" (2019) e das antologias "Damas entre Verdes"(2018), "29 de Abril: o verso da violência" (2015), "Senhoras Obscenas"(2016) e "Subversa 2" (2016). Estreou com o livro de poemas "Intimidade Inconfessável" (Patuá, 2014). Site: https://fernandafatureto.wordpress.com